domingo, 20 de maio de 2012

#resenha do livro O Dia do Curinga

Este é outro dos livros que eu li para a escola, mas eu já estava interessada nele antes da lista da escola. Como eu já tinha em casa e eu não tava afim de gastar dinheiro com outros, escolhi esse mesmo. Foi o primeiro livro do Jostein Gaarder que eu li, e eu gostei muito. Esse é um daqueles livros que precisa ler com muita, muita, muita, muita, muita atenção, porque é confuso. Beeeeem confuso. A história conta sobre Hans-Thomas e seu pai, que atravessam a Europa para achar Anita, a mãe de Hans-Thomas, na Grécia. No início do trajeto eles param em um posto de gasolina e um anão, que provavelmente trabalha lá, entrega uma lupa à Hans-Thomas. Depois, quando passam por Dorf (ficam dois dias lá), Hans-Thomas passa em frente a padaria local e o padeiro, no balcão, o chama e entrega um saco com quatro pãezinhos. O padeiro pede, cautelosamente, para que Hans-Thomas coma o maior pãozinho por último, e devagar. Hans-Thomas, quando vai comer o último pãozinho, morde alguma coisa dura, e descobre que é um pequeno livrinho. As letras do livrinho são tão pequenas que Hans-Thomas não consegue ler. Então, ele se lembra da lupa e começa a ler o livro. É nesse ponto que começa a história fantástica (e confusa) dos anões. A história é confusa porque no livro existem 5 narradores, e não tem nenhuma diferença no tipo de letra ou algo assim, é preciso saber diferenciá-los pelo contexto. O livro é dividido em 5 partes: Paus, Espadas, Curinga, Ouros e Copas. Cada capítulo dessas partes distintas recebe o nome de uma carta de tal naipe, por exemplo, o primeiro capítulo da parte de Ouros é "Ás de Ouros", e assim por diante. A parte do Curinga só tem um capítulo, pois só existe um Curinga. O livro é uma aventura por meio da filosofia e do fantástico, que te faz ficar pensando por dias na história e no enredo.

Título: O Dia do Curinga
Autor: Jostein Gaarder
Editora: Cia. das Letras
Tradutor(a): João Azenha Júnior
Tradução, Adaptação ou Nacional: Tradução
Ano: 1998
Páginas: 378


Obs: Eu preciso fazer resenha da série Fazendo Meu Filme e da série O Diário da Princesa. Mas acho que não vai dar certo, O Diário da Princesa, pois eu terminei faz tempo e esqueci da história da maioria dos volumes....

Nenhum comentário: